Resumo da Aventura

Introdução
O Reino de Nácar (anões) estreitou relações comerciais e culturais com o Reino de Telafium (humanos), por isso enviou comitivas de anões metalurgicos e engenheiros para ajudar e ensinar aos humanos, em troca aprenderiam mais engenharia naval e técnicas de pesca.
Agregados á comitiva havia um grupo de anões com a missão de erguer e operar um templo de Moradin em Telafium Capital, desta forma todos da comitiva poderiam professar sua fé de maneira adequada pelos anos que se seguiriam. Este grupo era liderado por Budd, diplomata e clérigo de Moradin. Foi assim, sem estardalhaço que os hoje hérois Ajax Ungart e Victor chegaram ao Reino de Telafium.
Enquanto isso, na maior cidade do lado oposto do reino, chamada Telafium do Oeste, vivia o taverneiro Nicolai Aleksei Constantinovich, sua esposa Amara e seus cinco filhos. Tudo ia bem, até o dia em que o grande pirata Alma Negra foi assassinado dentro de seu estabelecimento. Nicolai foi acometido por visões perturbadoras ao tocar no cadáver do pirata e finalmente compreendeu que possuía poderes raros, e que estava destinado a grandes feitos. Em poucos dias ele se preparou para partir rumo á capital do reino, na compania de Dmitrius, um guerreiro misterioso e de grande força.

O Encontro dos Hérois
Após algumas semanas sem a chegada de grandes caravanas á capital de Telafium, aumentou a preocupação de comerciantes e autoridades de que bandoleiros poderiam estar agindo nas estradas do reino. Budd enviou Ajax e Victor em uma caravana mercante, para que pudessem ajudar na segurança dos comerciantes que o templo havia contratado.
Foi nesta viagem que Ajax conheceu Bill e Ted, doi jovens humanos que pareciam obstinados a tentar melhorar o humor do anão. Também conheceram o corajoso Tenente Ortega, que liderava um destacamento para fazer a segurança durante a viagem.
Infelizmente a caravana foi atacada por uma horda goblin alguns dias após sua partida. Quase todos morreram no ataque. Alguns poucos azarados foram poupados para torturas posteriores.
Nicolai e Dmitrius viajavam na direção oposta, e no meio do caminho foram interpelados por uma tempestade torrencial. Como o perigo era grande, decidiram tentar se abrigar em uma antiga ruína que havia no Bosque Sul.
Por ironia do destino este lugar era a base de operações da horda goblin que atacava caravanas na estrada principal. Nicolai e Dmitrius chegaram bem na hora em que Victor e Ajax haviam despertado, se livrado das amarras e se preparavam para enfrentar seus captores. Foi a primeira vez que estes grandes hérois lutaram lado a lado.

O Primeiro Grande Feito
Após deliberarem sobre os últimos acontecimentos, os heróis decidiram explorar as ruínas em busca de sobreviventes e enfrentar a ameça goblin sozinhos.
Após várias lutas dificeis o grupo enfrentou os líderes daquela horda: um poderoso Ogro e um terrível Bruxo Orc. A peleja foi mortal, mas os heróis venceram, resgatando várias pessoas que haviam sido aprisionadas. Dentre elas o Tenente Ortega e um importante comerciante da capital chamado Zuza.
Com o relato dos sobreviventes e algumas anotações encontradas com o bruxo, o grupo constatou que a horda goblin saqueava as caravanas para que pudessem suprir um exercito goblin de tamanho nunca antes visto em Granillas.
Com a ajuda de Ortega e outros voluntários de imensa coragem, os herois decidiram criar uma tocaia para o grupo de goblins que receberia os últimos suprimentos.
Foi uma batalha sangrenta, onde quase todos os vonluntários pereceram. Um dos voluntários sobreviventes foi Nines Rodrigues, um jovem que chamou a atenção do grupo por sua aptidão inata com a espada. Acabaram se tornando amigos.
Outro futuro aliado que conheceram neste dia foi Justim, um halfling de idade avançada que era prisioneiro dos goblins derrotados.
Exaustos mas vitoriosos, decidiram viajar para capital a toda velocidade. Precisavam avisar as autoridades de que a guerra era eminente.

Um vai, outro vem
Assim que o grupo se estabelece na capital e faz um relatório dos acontecimentos para as autoridades, Dmitrius recebe a visita de um elfo da lua, que traz consigo um grande embrulho. Após uma conversa em particular Dmitrius decide partir. Sem jamais se explicar ou dizer adeus, ele se vai.
Justin comove o grupo com sua história e por ser um mago invocador poderoso, é aceito imediatamente como aliado.

Condecoração
Ao ouvir os relatos sobre a Horda Goblin e os feitos heróicos do grupo, o Rei Teodoro Sefír decidiu realizar um baile para condecorá-los com a honraria máxima de Telafium: o Brasão do Golfinho Dourado.
Todas as pessoas importantes da capital estavam presentes na festa. Os heróis puderam conversar mais com Zuza, e conheceram a sua filha Krisella. Nicolai chegou a dançar com ela, mas ao perceber o grande interesse da garota, preferiu se afastar.
Victor conheceu Dora, uma importante sacerdotiza de Pelor. Foi amor a primeira vista.
Ao termino do baile o Rei Teodoro pediu á Ajax, Nicolai, Victor e Justin que ajudassem Telafium em missões especiais. O grupo receberia instruções do General Midon sempre que necessário.

As Primeiras Missões Oficiais
A primeira missão dada pelo Genral Midon foi simples:
Destruir um acampamento Hobgoblin que estava coletando madeira na Floresta Central. A madeira provavelmente seria usada para construir paliçadas e armas de cerco.
A segunda missão seria bem mais complicada:
Investigar os boatos de que tribos Gnoll estavam se reunindo em algum lugar da Floresta Central. Os hérois deveriam encontrar e derrotar os líderes destas tribos, para atrapalhar sua união com a Horda Goblin. Nesta missão Ajax pode sentir pela primeira vez uma presença mística que de alguma forma o observava e avaliava.

Vulpir, o último Felvo
Enquanto viajavam pela Floresta Central, os heróis conheceram e foram ajudados por Vulpir e suas filhas: Néfis, a elfa do sol exilada, e Maisha, uma elfa silvestre.
Vulpir é um Arquidruida, o último Felvo e provavelmente a criatura mais velha que ainda respira. Ele contou sobre a origem de sua raça, e sobre o fim da Era da Magia ( Mais detalhes). Ao ouvir do grupo sobre o minotauro branco invencível que estaria unificando as tribos goblinóides, Vulpir contou sobre a A Lenda do Minotauro Branco, que surgiu a cerca de 500 anos em Granillas.
O Arquidruida prometeu ajudar os reinos de Granillas a enfrentar a Horda Goblin e o Minotauro Branco. Por fim presenteou os hérois com as últimas Ambrosias, os frutos da ressureição.

Informações valem missões
De volta á Capital, Nicolai conta ao grupo sobre as memórias desconexas que recebeu ao tocar o corpo moribundo do pirata Alma Negra, e de sua crescente premonição de que estas informações serão importantes para a guerra. O grupo decide investigar a vida do pirata, para descobrir qual foi o seu papel em tudo isso.
As investigações levam os hérois ao escritório do Sr. Abdula, um comerciante astuto e versátil, que alguns insistem chamar de contrabandista. Ele promete ajudar o grupo, caso eles o ajudem com algumas missões. Os hérois concordam em ajudar nas horas vagas. (Ajax começa a negociar com o Sr Abdula, que após algumas semanas consegue lhe fornecer o tão sonhado lingote de Adamante)

Gigantes atacam e Assassinos emboscam
O General Midon perdeu comunicação com a guarnição nas vilas do sul e pediu aos heróis que investigassem. O grupo encontrou um rastro de destruição e morte, e precisou derrotar alguns gigantes que haviam sido enviados pelo Minotauro Branco para destruir os vilarejos.
No caminho para retornar á capital o grupo foi emboscado por Gauss e seu bando, um assassino contratado pela Ordem Genocida. Os hérois conseguem vencer e capturar Gauss. Segue-se um debate moral sobre o que fazer com o prisioneiro. A discussão ficou acalorada e Justin decidiu deixar o grupo, contrariado pela opinião da maioria de que Gauss deveria ser entregue ás autoridades e não executado ali mesmo.

A Capital em chamas e a Defesa do Forte
Ao retornarem á capital, os heróis descobrem que um ataque havia sido feito por tribos de homens lagarto. Eles vieram pela baía e destruiram a maioria dos barcos de Telafium, o porto e boa parte da cidade.
Ajax descobre que o templo ainda incompleto de Moradin estava totalmente arruinado e que Budd, o líder da missão, estava morto.
Os homens lagarto tentavam causar o maior estrago possível, destruindo principalmente estoques de sementes e comida, além dos templos religiosos e seus sacerdotes. Os heróis perceberam que eles tentariam assaltar o forte da cidade, então correram para ajudar na defesa. Graças a isto o forte foi mantido. Depois de ondas e ondas de ataques, os homens lagarto foram repelidos de volta para a baía e fugiram pelo mar.
No dia seguinte o grupo conheceu Sanaphia, uma elfa drow que fora educada no caminho da Justiça de Saint Cuthbert, e que defendera seu templo com tremenda ferocidade. Ela se junta aos heróis para ajduar na luta contra a Ordem Genocida

Famosos e Emboscados
Os hérois ganham ainda mais fama por terem defendido o forte e ajudado a expulsar os homens lagarto.
O Sr Abdula pede que eles ajudem- no a coletar cabeças de Verme da Carniça e em troca ele finalmente daria todas as informações que tinha sobre o Pirata Alma Negra.
Ao retornarem desta missão o grupo foi emboscado por dois poderosos inimigos: um hexblade e uma clériga de Erythnull. Os heróis mataram o hexblade, mas a clériga conseguiu fugir. Sanaphia pereceu em combate, mas retornou á vida com a ajuda da Ambrosia que ganhou de Vulpir (a última que ele tinha).

O Clube da Luta
Após realizar algumas missões para o Sr. Abdula, o grupo recebe a informação de que um homem chamado Vicent Vega certamente poderia ajudá-los com informações sobre o Pirata Alma Negra. O problema é que Vincent é o líder da Guilda do Ópio e chegar até ele não seria fácil.
Além da Guilda do Ópio, Vincent Vega também controla o Clube da Luta, um local secreto onde guerreiros matam e morrem por ouro. Vicent não costuma receber qualquer um, mas certamente receberia os lutadores que derrotassem os Irmãos Klum (meio orcs), atuais campeões do Clube. Asssim, Ajax e Sanaphia decidem lutar.
Os Irmãos Klum foram derrotados, mas infelizmente Sanaphia pereceu (Posteriormente Victor levou seu corpo ao templo de Cuthbert, onde o Sacerdote Gregório tentou revive-la usando um pergaminho de Ressuirreição, porém, estranhamente não funcionou).

O Colecionador de ossos
Vincent conta aos heróis que o Pirata Alma negra frequentemente falava sobre um local chamado Ilha Morta. Apesar de não saber a localização exata Vincent está disposto a dar algumas informações valiosas sobre a ilha, caso façam uma missão para ele.
O pai de Vincent foi um mago poderoso, que morreu de idade há alguns anos. Seu túmulo foi revirado recentemente e seus ossos roubados. Vincent recorreu á Katifia Mãos Negras para encontrar o culpado. Ela enviou seu aprendiz, Ior Vladislav, para investigar.
Ior já havia descoberto que o culpado era um mago, e o rastreado até o Pantano do Nevoeiro. Assim, Ior se juntou a Ajax, Victor e Nicolai em busca do Colecionador de Ossos.
O Colecionador era um mago experiente e acabou dando trabalho ao grupo. Nicolai foi transformado em sapo e depois morto, retornando á vida por efeito da Ambrosia.

Ventania de Prata
Cumprida a missão, Vincent Vega conta ao grupo mais ou menos em que direção navegar para encontrar a ilha, e os alerta que os instrumentos normais de navegação não poderão ajudá-los a partir de um certo ponto da viagem.
O Rei Teodoro encumbe seu mais experiente navegador, o Capitão Lafontaine, de liderar a travessia. O Capitão leva alguns dias para preparar o Ventania de Prata, inclusive permitindo que o insistente Ajax instale uma pequena forja em seu navio.
Por coicidência, Katifia Mãos Negras também vinha procurando a Ilha Morta há anos, e pediu ao Rei que seu aprendiz Ior fizesse parte da expedição. Desta forma Ior acabou se tornando membro do grupo, ainda que defendendo os interesses de sua mestra.
A viagem durou algumas semanas e foi bastante dura. Por vezes se encontraram perdidos em umar desconhecido e tempestuoso, porém Nicolai começou a ter visões de lembranças aleatórias do pirata Alma Negra, e assim conseguiram encontrar o caminho.
Ajax aproveitou a viagem para trabalhar obsessivamente em seu lingote de Adamante. O metal mostrou-se dificílimo de manusear, mas após inúmeros dias quase sem dormir ou comer, Ajax terminou a sua obra prima, o machado de batalha que batizou de Noite Estrelada.

A Ilha Morta
A ilha é um lugar escabroso e profano, onde tudo está ou tem aspecto de morto. Efeitos de cura são enfraquecidos e mortos vivos vagam a esmo. O grupo enfrenta dificuldades para dormir, assolados por pesadelos todas as noites.
No centro da ilha os hérois encontram o covil de uma criatura antiga e maligna, um demônio Rakshasa. O combate é brutal, o Rakshasa sugestinou Ajax a lutar usando seus punhos e estava vencendo o combate. A maré mudou quando Victor deu a idéia de que Nicolai deveria dominar a mente de Ajax e força-lo a lutar novamente usando Noite Estrelada. Assim, a criatura foi destruida.
O grupo encontrou parte dos tesouros do Pirata Alma Negra, e também um baú marcado com o símbolo de Erythnull, que aparentemente havia sido roubado de um navio de ocultistas. Ior também coletou os livros e componentes raros que a sua mestra tanto desejava.
O misterioso baú estava repleto de cartas e documentos importantes sobre o Culto Genocida e os planos de seu Sumo Sacerdote, o Lich Calívar, que pretende usar um artefato chamado Prismerith para fins obscuros. As cartas mencionam também um tal Lord Azuz, o líder do Culto no continente de Granillas.

Uma Nova Jornada
O Rei Teodoro e os hérois decidem seguir o conselho de Vulpir e procurar pelo Espelho de Heron, artefato capaz de encontrar qualquer individuo, em qualquer plano, e de teletransportar pessoas também para qualquer lugar. Se puderem usar o Espelho o grupo será capaz de confrontar o lich Calívar, esteja onde estiver.
O problema é que as ruínas onde o Felvo Heron habitava ficam em Elfisles, e os únicos que tem relação diplomática com os elfos magocratas são os anões de Nácar.

A Gema e o Assassino
No caminho para Nácar, já passando pela Floresta Alta, Ajax sente um chamado vindo do oeste, algo que não sabe explicar. Ele convence o grupo a mudarem a rota para investigar.
Eles encontraram uma tribo de homens silvestres totalmente chacinada. A maioria havia morrido enquanto dormia.
O grupo encontrou o Xamã agonizando em uma clareira e foram atacados por um assassino meio-orc. O assassino era muito astuto e por pouco não venceu o grupo. Percebendo que perderia, decidiu fugir.
O grupo ouviu do Xamã moribundo que o meio-orc queria a Gema Lendária de Iorek, mas que na verdade Ajax estava destinado a ser o portador da gema. O Anão compreendeu a responsabilidade e aceitou o desafio.
(Mais tarde o grupo entendeu que o assassino meio-orc era o assassino chamado Sombrio, mencionado nos documentos do Culto Genocida)

Em Nácar
Victor recebeu a Runa de Moradin, o símbolo máximo de que ele é um verdadeiro anão, apesar de sua aparência inesperada.
Ajax descobriu que seu irmão havia desonrado o nome de sua família por deserção, um dos crimes mais graves na cultura anã. Com isso a família enfrentava dificuldades financeiras, e para que Artin (irmã mais nova de Ajax) pudesse continuar os estudos sacerdotais, o avô decidiu penhorar a armadura do pai de Ajax, um grande legado dos Ungarth.
Para tentar limpar o nome de sua família e evitar a execução do irmão, Ajax convocou um tribunal de armas, onde enfrentou Toromor Olhos de Mitral, um anão justo, que mesmo derrotando Ajax, o considerou digno e corajoso, e deu um veredito favorável aos Ungarth no julgamento. Toromor disse á Ajax que podia ver uma nobreza em sua alma que não sabia explicar, e que ele provavelmente estava destinado a grandes feitos.
Com a família Ungarth reerguida, o grupo embarca em um navio anão com destino a Elfisles.

O Fantasma de Heron
Após uma tensa negociação com os Elfos do Sol, após enfrentarem os enigmas de uma esfinge e destruírem um poderoro Dragão Branco, o grupo finalmente chegou ás Ruinas de Heron.
Heron foi um bardo e mago Felvico dos mais poderosos. Sua obsessão pelo estudo da trama magica é tamanha que sua alma não conseguiu repousar no pós vida. Ele continua executando suas pesquisas em artefatos mágicos como um fantasma.
Heron ouviu os apelos do grupo e disse que os ajudaria caso eles o ajudassem. Para ter certeza que o grupo era capaz, ele os submeteu a uma série de desafios. Atestado o talento do grupo, Heron garantiu que os ajudaria a destruir o Lich Calívar, caso eles obtivessem 3 artefatos que ele vinha procurando: o Caduceu, a Orbe de Zebeta e Orbe dos Dragões

Infiltrados
Ao retornarem para Telafium Capital, Katifia Mãos Negras conta ao grupo suas descobertas: uma espécie de ritual será realizado pelo Culto Genocida na área rural. Ela não tem os detalhes, mas conseguiu alguns mantos vermelhos que eles devem usar para se infiltrar entre outros cultistas e talvez chegar aos líderes.
O grupo veste os mantos segue no meio da noite para o local indicado. Lá encontram uma pequena procissão, todos com mantos parecidos, seguindo em silêncio para o meio da mata.
Após andarem por horas os hérois chegaram ao local do ritual, onde esperava a perigosa clériga de Erythnul que os havia emboscado semanas antes. O grupo se revelou e partiu para o ataque, pegando os cultistas de surpresa. Venceram a clériga, e descobriram que ela era Krisella, a filha do velho Zuza. Tudo então se encaixou, e o grupo percebeu que Zuza nada mais era que um acrônimo para Azuz, o líder do Culto em Granillas.

O Confronto com Lord Azuz
Ior interrogou magicamente o cadáver de um cultista, e assim descobriram onde era o portal secreto que levaria ao quartel general do Culto Genocída. Os hérois seguiram para lá e atravessaram o portal, preparados para a batalha final.
O grupo se viu teleportado para as altas falésias do litoral sul. Do outro lado do platô, um templo de Erythnul construído de madeira e ossos. Em frente ao templo aguardavam Lord Azuz, uma Sucubus com as feições de Dora, e um inumano criado a partir do que já fora o Sargento Ortega em vida.
Chocados pela revelação que Dora é na verdade uma Sucubus, os hérois hesitaram e o combate começõu mal para eles. Porém, logo transformaram o choque em fúria e reverteram a peleja a seu favor. Destruíram a sucubus e o inumano, e conseguiram capturar Lord Azuz ainda vivo.

Resumo da Aventura

Os Herois do Golfinho Dourado douglasbaiense