Os Herois do Golfinho Dourado

- Nicolai usou o poder da Orbe para teletransportar o grupo até Telafium. No mesmo instante ele sentiu o artefato se prendendo de forma agressiva em sua mente. Após uma conversa com o fantasma de Heron, Nicolai conseguiu impor sua força de vontade ao artefato, expulsando-o de sua mente. A Orbe de Zebeta foi armazenada de forma segura por Heron.
- O grupo chega ao castelo real para dar as boas novas ao Rei Teodoro. Ele estava em reunião com Katifia Mãos Negras.
- O Rei fica impressionado com a velocidade com que o grupo conseguiu resgatar o segundo artefato. Porém, Katifia expõe que não conseguiu localizar o Caduceu, que forças poderosas estão interferindo em suas mágicas. Ela pede autorização ao Rei para fazer algo que trará as informações necessárias. O Rei se mostra relutante, mas acaba concordando. Katifia se retira, convicta.
- Xanaphia tentou extrair do Rei o que ele autorizou Katifia a fazer. O Rei Teodoro mostrou grande pesar e explicou que aquilo dizia respeito apenas a ele e que preferia não comentar. Ficou claro que o Rei não fez uma coisa boa. A reunião foi encerrada.
- Nicolai fica sabendo que o Rei nutre grande admiração por seu filho, Yuri e que sua esposa Amara e sua filha Helena estão sendo muito bem tratadas no castelo. Seu filho Thomas segue ajudando de forma incansável no hospital improvisado.
- Néfis e Maisha, as filhas de Vulpir, marcam um encontro com o grupo. Elas mostram a eles que seu pai não mais vive como um ser consciente, tendo se transformado em uma espécie de árvore. Ao redor da árvore Vulpir uma grande plantação se ergueu, alimentada por sua energia vital. A comida não será suficiente para erradicar a fome, mas dará mais algum tempo e esperança para a população desesperada.
- Maisha e Néfis pedem um favor aos herois, que eles lhes deem a chance de enfrentar o Minotauro Branco de igual para igual. Elas juraram que irão destrui-lo se tiverem a chance.
- Na manhã seguinte Katifia já deu ao Rei Teodoro o paradeiro do Caduceu, ele se encontra em Mitirindûn, uma montanha no continente de Solaris. Ajax se recorda que é a mesma montanha do clã Escudo de Pedra.
- O grupo usa duas viagens planares para chegar com precisão cirúrgica no topo da montanha. De lá usam Caminhar no Vento para explorar e tentar encontrar a entrada certa para se entrar na montanha e encontrar a cidade anã. Após várias horas de reconhecimento Ajax encontra e entrada, e por ela seguem.
- O grupo anda nas cavernas por horas. Apesar do caminho labiríntico, Ajax sempre determina o caminho com convicção, mesmo sem nunca ter estado ali. Ele parece seguir seu instinto para inferir o caminho.
- Após muito tempo nos túneis escuros, eles ouvem gritos ecoando nas rochas. Ao se aproximarem eles veem 4 drows “brincando” com um guerreiro anão, muito ferido. Uma dúzia de anões mortos estão espalhados ao redor deles.
- A batalha é rápida e feroz. Pegos de surpresa, os drows não tiveram muita chance. Ainda sim, uma clériga de Lolth quase mata Xanaphia, mas é morta por Nicolai antes do golpe final. A drow que liderava o grupo conseguiu fugir, intacta. Logo os hérois descobririam que ela é famosa por ser uma terrível caçadora de anões. A caçadora:
https://www.pinterest.com/pin/299559812690238308/
- Xanaphia é curada e depois salva o anão desconhecido da morte. Após se recuperar um pouco do choque de quase morrer pelas mãos de uma drow, sendo depois curado por outra drow, o anão decide conversar. Ele é Ragdus Ourodin, e acredita que Ajax está ali para cumprir uma antiga profecia de seu pai, Pétrus Ourodin, sumo sacerdote de Moradin.
- O grupo repara que nem todos os anões mortos carregavam os mesmos símbolos religiosos. Alguns carregavam a bigorna dourada, outros o martelo vermelho, outros carregavam ambos. Ragdus explicou que existem duas vertentes religiosas no clã Escudo de Pedra: a religião tradicional de Moradin, e uma vertente mais radical e violenta do deus anão, que ficou conhecida como Morathnul.
- Os heróis seguem para o fundo da montanha, guiados por Ragdus Ourodin.

Passaram-se 2 dias.
Dias de viagem: 29

Comments

douglasbaiense

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.